Segundo ano da categoria terá nove datas e corridas na Argentina e Uruguai

A Copa Truck passará a valer como campeonato brasileiro e o calendário de 2018 contará com nove datas e corridas no exterior. Essas foram as principais novidades do coquetel de apresentação do projeto do segundo ano da categoria, realizado na noite desta terça-feira numa casa de eventos da zona sul de São Paulo. Conduzido por Carlos Col, executivo da Mais Brasil, empresa que passa a responder pela promoção da Copa Truck, o encontro reuniu pilotos, chefes de equipe, patrocinadores, representantes das fábricas e federações e o presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo, Waldner Bernardo.

A Copa Truck estreou no final de maio depois de um período de “gestação” de pouco mais de 40 dias. Com formato de torneios regionais – Centro-Oeste, Nordeste e Sul/Sudeste -, nasceu com seis rodadas duplas com vencedores independentes e o campeão das copas que será conhecido dia 17 de dezembro no encerramento da temporada em São Paulo. Agora com mais tempo para organização, o anseio de pilotos e equipes por um número maior de provas pôde ser atendido. “Fizemos tudo num período recorde. Não foi fácil colocar a categoria de pé. Desta vez está sendo possível trabalhar de forma mais planejada”, comemorou Col, que presenteou com uma placa o presidente da Federação de Automobilismo de Goiás, Ney Lins, pelo esforço no sentido de sediar em Goiânia a prova inaugural. O jornalista Galvão Bueno, pela intermediação junto às Organizações Globo para que a Copa Truck recebesse a cobertura do SporTv, também mereceu igual homenagem.

O sistema de copas foi mantido e ampliado. Serão agora quatro – incluindo a Mercosul, com etapas em Buenos Aires (Argentina) e Rivera (Uruguai) – e cada uma delas funcionará como seletiva para a Grande Final marcada para dezembro em Curitiba, quando o título será definido. Três pilotos, que receberão respectivamente as copas de ouro, prata e bronze, estarão automaticamente classificados para a decisão, o que aumentará a importância de cada competição e conservará o suspense em torno do campeão até à última corrida. “Essa é a cereja que faltava no nosso bolo. Todo piloto quer ser campeão brasileiro. Mas o mais legal de tudo é que o formato de copas continua, o que mantém pilotos, equipes e patrocinadores animados. Premiar os três melhores de cada uma delas, como se fosse uma Olimpíada, é uma grande ideia. No automobilismo é normal que às vezes um piloto não comece bem o ano, porque o equipamento não está desenvolvido ou a equipe é nova, e esse sistema permitirá que todos cheguem com chances até o final”, aplaudiu Felipe Giaffone, campeão da Copa Nordeste e atual líder da Copa Sul/Sudeste.

O presidente da Associação Nacional de Equipes de Truck não escondia a satisfação com o anúncio das boas-novas nesta parte final do primeiro ano de existência da Copa Truck. “Tivemos um momento de transição complicadíssimo, com as equipes sem verba, a economia do País praticamente paralisada. Por isso, estou muito feliz de ver que já temos tudo formatado para o próximo ano e podemos dar essas notícias para as empresas. Quero agradecer a todos que trabalharam para que isso pudesse acontecer. E essa chancela da CBA, de reconhecer a Copa Truck como campeonato brasileiro, é muito importante para o patrocinador e tem peso enorme. Foi uma largada bastante complicada, mas agora é gratificante saber que o novo calendário está homologado e em março já teremos a abertura do segundo campeonato”, afirmou Renato Martins, piloto e chefe da equipe RM Competições. Sobre a expansão da categoria para fora das fronteiras do Brasil, a adesão foi imediata. “É ótima. Já corri na Argentina, no Uruguai ainda não, e sei que essas praças podem ser de interesse de nossos parceiros que têm negócios nesses países.”

Além das mudanças no campo desportivo, os promotores ressaltaram que o aspecto de entretenimento da Copa Truck será reforçado, com a ampliação das ações nos autódromos e um olhar especial para as iniciativas sociais e atrações para o público infantil. A interação com a Nação Truck por meio das mídias sociais também será cada vez mais estimulada.

O calendário da Copa Truck em 2018:

Copa Sul

25/03 – Cascavel (Paraná)
15/04 – Guaporé (Rio Grande do Sul)

Copa Sudeste

27/05 – Curvelo (Minas Gerais)
A definir – São Paulo

Copa Centro-Oeste

29/07 – Campo Grande (Mato Grosso do Sul)
26/08 – Goiânia (Goiás)

Copa Mercosul

16/09 – Buenos Aires (Argentina)
07/10 – Rivera (Uruguai)

Grande Final

09/12 – Curitiba (Paraná)