Líder mantém 100% de aproveitamento em Interlagos e fica mais perto dos títulos

Como parar Felipe Giaffone? Essa é a dúvida que ficou depois dos treinos classificatórios da segunda e decisiva etapa do regional Sul/Sudeste da Copa Truck, neste sábado no Autódromo de Interlagos. Com 100% de aproveitamento em todos os ensaios, o piloto do caminhão número 4 da Volkswagen foi o mais rápido das duas partes do qualifying, conquistou a pole, beliscou mais um pontinho de bonificação e ampliou a vantagem na ponta da tabela das duas competições ainda em jogo – comanda também a contagem de pontos ao longo da temporada, agora com 19 à frente de Roberval Andrade (Iveco), o único que ainda pode impedi-lo de ganhar o anel de ouro e diamantes destinado ao campeão das três copas de 2017. Roberval partirá em 3º, atrás também de Paulo Salustiano, e com um problema adicional, já que o parceiro de Felipe promete fazer de tudo para ajudar o companheiro da equipe RM.

Giaffone sobrou neste sábado de sol forte e temperaturas acima de 30 graus. Tanto no Q1 quanto no Q2 colocou um segundo de vantagem sobre Salustiano. Por isso, não escondeu a satisfação com o resultado, comemorado com a tradicional “bananeira” apesar do asfalto fervendo na área dos boxes. “Agora, qualquer ponto é ponto”, disse, contente com a pole. “Mas ainda temos duas provas e caminhão é sempre complicado, porque andamos no limite. Vamos fazer uma boa revisão e vou procurar correr de olho nos reloginhos, para não deixar nada acontecer e não forçar demais. Mas não poderia ser melhor”, comentou.

A diferença imposta sobre os rivais impressionou, mas Giaffone tinha as explicações. “Essa volta que dei na segunda classificação é daquelas que você não vê como melhorar. Eu estava com o caminhão frio e soube aproveitar. Às vezes você acerta a volta com o caminhão quente, mas ele piora seis ou sete décimos. Eu sabia que tinha de virar na primeira e ainda dei sorte de passar muito próximo do limite do radar. Acho que tudo casou perfeito.”

Se depender de Salustiano, que fechará a primeira fila do grid de 20 caminhões, o seu trabalho poderá ser facilitado. “Estou satisfeito com o segundo lugar, mas não gostei da minha volta no Top Qualifying. Talvez porque tenha esquentado muito e não tenhamos treinado hoje fomos meio no escuro. Mas estou feliz pela pole do Felipe e amanhã vou tentar ser o escudeiro dele. Vou tentar largar, colocar o caminhão logo atrás dele, e se o Roberval tentar, pode vir que não vai passar”, brincou. “Quero ajudar o Felipe a ser campeão e, se der, abocanhar uma vitoriazinha”, completou.

Apesar de ter perdido um pouco de terreno na briga pelo título de campeão das copas, Roberval manteve o discurso otimista. Ele também reclamou do calor e acredita que a temperatura possa ter influído no rendimento abaixo do esperado. Mas promete resistir até o fim. “Acredito muito na consistência dos meus freios. Ainda espero levar para casa esse anel tão maravilhoso que a Copa Truck vai entregar neste domingo”, disse o melhor representante da Iveco e o único não Volkswagen entre os cinco primeiros.

Na Copa Sul/Sudeste, Giafone soma agora 43 pontos, contra 40 de Roberval, 38 de Danilo Dirani, que nem abriu a primeira volta do Q1 por problemas na embreagem, 37 de Witold Ramasauskas e 31 de Débora Rodrigues, os cinco primeiros. Na classificação válida para o campeão das copas, Giaffone chegou a 189 contra 170 de Roberval. Na rodada dupla de amanhã, 50 pontos estarão em disputa.

A primeira corrida tem largada marcada para as 13h05, na distância de 25 minutos e mais uma volta. A segunda começará às 13h45, com a mesma duração e ambas com transmissão ao vivo pelo SporTv3. Ingressos poderão ser adquiridos exclusivamente nas bilheterias, a partir das 8 horas.

O grid ficou assim:

1 – Felipe Giaffone (VW), 2min05s851
2 – Paulo Salustiano (VW), 2min06s862
3 – Roberval Andrade (Iveco), 2min07s750
4 – Adalberto Jardim (VW), 2min08s091
5 – Witold Ramasauskas (VW), 2min08s338
6 – Luiz Lopes (Iveco), 2min11s284
7 – André Marques (Iveco) – sem tempo
8 – Renato Martins (VW) – sem tempo

9 – Débora Rodrigues (VW)
10 – Joel Mendes Jr. (Scania)
11 – Fábio Fogaça (Ford)
12 – Pablo Alves (Volvo)
13 – Zé Maria Reis (Scania)
14 – Wellington Cirino (Mercedes-Benz)
15 – Jaidson Zini (Scania)
16 – Danilo Dirani (Scania)
17 – Beto Monteiro (Iveco)
18 – Duda Bana (Scania)
19 – Djalma Fogaça (Ford)
20 – Regis Boessio (Volvo)

 uniform resource