A Copa Truck teve no terceiro treino livre para a etapa de Guaporé a sessão mais movimentada do ano até então. Na única oportunidade de desenvolver os brutos em pista seca antes da tomada de tempos, a pilotada tratou de gastar os sapatos e acumular o máximo de quilometragem possível.

A sessão também foi bastante movimentada para a direção de prova, que teve de acionar algumas bandeiras vermelhas: Duda Bana provocou uma delas com uma pane na pista, seguida por José Maria Reis, que errou o cálculo da entrada dos boxes e trancou o acesso aos pits; por fim, Regis Boessio sofreu uma quebra e precisou voltar lentamente aos boxes.

Na pista, Wellington Cirino foi imbatível e cravou o melhor tempo de todo o fim de semana em 1min27s045, seguido por Roberval Andrade, 0s319 mais lento. Felipe Giaffone foi o terceiro, com Boessio e Beto Monteiro fechando a lista dos cinco primeiros.

E, depois de toda a movimentação em pista seca, o mundo resolveu cair após a bandeira quadriculada.

Confira os tempos da sessão livre 3:

1° 6 Wellington Cirino (Mercedes) – 1:27,045
2° 15 Roberval Andrade (Scania) – 1:27,364
3° 4 Felipe Giaffone (Volkswagen) – 1:27,511
4° 83 Régis Boessio (Volvo) – 1:28,194
5° 88 Beto Monteiro (Iveco) – 1:28,656
6° 9 Renato Martins (VW MAN) – 1:28,906
7° 77 André Marques (Mercedes) – 1:29,318
8° 72 Djalma Fogaça (Ford) – 1:29,978
9° 5 Adalberto Jardim (Volkswagen) – 1:30,001
10° 7 Débora Rodrigues (Volkswagen) – 1:30,041
11° 13 Witold Ramasauskas (VW MAN) – 1:30,613
12° 99 Luiz Lopes (Iveco) – 1:30,912
13° 30 Rogério Castro (Volkswagen) – 1:31,048
14° 333 Alex Fabiano GG (Mercedes) – 1:31,691
15° 27 Fábio Fogaça (Ford) – 1:31,882
16° 90 Giuliano Losacco (Iveco) – 1:32,302
17° 46 Luiz Renato Luhrs (Scania) – 1:34,121
18° 47 Duda Bana (Volvo) – 1:35,280
19° 33 Eurípedes Reis (Ford) – 2:05,920
20° 12 Zé Maria Reis (Iveco) – sem tempo