Copa TruckNotíciasTemporada 2020

O que os finalistas dizem sobre a grande decisão de domingo?

By dezembro 9, 2020 No Comments

Confira abaixo a expectativa de cada um dos sete finalistas:

Beto Monteiro – P1 – 124 pontos
“Tendo em vista a campanha do ano, chegar em São Paulo com uma vantagem e o melhor cenário possível nos deixa animado. Interlagos não é fácil e os concorrentes são fortes, mas sigo otimista, sabendo das dificuldades. Vamos em busca desse bi.”

André Marques – P2 – 116 pontos
“A pressão é para se buscar o melhor que for possível fazer, mas sem pressão pela obrigatoriedade do título. Quero ir pra cima, obter o melhor resultado nas duas corridas e ver o que dá. Temos três caminhões na disputa do título. Matematicamente, tenho mais chances, mas na pista tudo pode acontecer. Queremos o melhor resultado, independente de qual caminhão-piloto seja.”

Valdeno Brito – P3 – 112 pontos
“Vou pensando em fazer o melhor que posso. É mais uma pista nova de caminhões para mim e levo um pouco de tempo para pegar os pontos certos de freada, aceleração, mas estou otimista, minha equipe e eu, com três caminhões com chances, mas tudo depende do resultado do Beto, então não tem conta, é fazer o melhor que pode e entregar a Deus.”

Wellington Cirino – P4 – 110 pontos
“Estou muito contente com o desempenho do caminhão nas últimas corridas. A gente sabe que vai muito forte para a última etapa e todos vão correr com o mesmo restritor, então vamos cuidar para ter bastante potência e menos fumaça. Está tudo revisado e 110% para a decisão.”

José Augusto – P5 – 110 pontos
“Neste meu segundo ano de Copa Truck, ir para a final foi um grande sonho e uma recompensa nesse 2020 tão difícil. Claro que vamos trabalhar para chegar na melhor posição possível, competindo contra pilotos com muito mais experiência, mas vamos tentar fazer o melhor possível e batalhar pela vitória.”

Felipe Giaffone – P6 – 110 pontos
“Expectativa é legal. É sempre bom disputar com chance de levar, mas na real a gente sabe que ainda não temos o melhor caminhão. Por um lado é bom, pois estamos sem pressão e responsabilidade. Quem sabe a gente não dá uma sorte e acerta o bicho. Fizemos dinamômetro e outros ajustes e acredito que podemos ter um caminhão para brigar pelo menos pela corrida.”

Danilo Dirani – P7 – 108 pontos
“Vou como se não tivesse decisão no fim de semana. Não pensava em estar na final há um mês e meio, então vou fazer tudo certinho, contar com as coisas funcionando e uma coisa puxa a outra. Não fiz contas e nem vou fazer, vou focar no meu como fiz em Curitiba e Cascavel, pois o resultado vem naturalmente. Estamos trabalhando bem nesse intervalo entre corridas para resolver os detalhes no caminhão.”