Copa TruckTemporada 2021

Cirino é o mais rápido em dia de adaptação em Goiânia

By maio 21, 2021 No Comments

Novos pneus, novos equipamentos tecnológicos para controlar fumaça, nova válvula de pressão de turbo foram alguns dos itens que fizeram com que os pilotos da Copa Truck tivessem uma sexta-feira de adaptação no primeiro dia de treinos oficiais no Autódromo de Goiânia, marcando a abertura da temporada 2021. O paranaense Wellington Cirino foi o mais rápido do dia com 1min50s557. A equipe AM Motorsport, time oficial Mercedes-Benz na competição, também colocou seus outros pilotos entre os primeiros colocados deixando uma boa expectativa para o treino de classificação marcado para este sábado, às 11h30, com transmissão pelos canais da categoria no youtube e facebook.

“Fora dois treinos para se adaptar às mudanças e buscar os ajustes novos que precisamos para ter uma boa etapa. Testei alguns ajustes de suspensão e deu pra ver que temos um bom caminhão para o treino de classificação”, avaliou Wellington Cirino, o mais rápido do time com o caminhão #6 que leva as marcas das Cresol, Unimed Beltrão e Dimare Planejados.

André Marques ficou com o quarto melhor tempo do dia e apontou os efeitos da mudança do regulamento técnico como fator de maior equilíbrio.
“Tivemos os seis primeiros colocados dentro do mesmo segundo, o que era pouco comum até agora. Acredito que a definição da pole-position também será assim”, comentou o piloto que leva em seu caminhão as marcas do Consórcio Mercedes-Benz, Nino Faróis, Gelog Logística, Rodoviário Crismara e Radiadores Visconde.

Os dois estreantes da equipe também estiveram bem. Giuliano Losacco esteve entre os mais rápidos dentro da categoria Super Truck.
“Um processo de adaptação, especialmente com a questão da potência e da fumaça. Mas já foi possível evoluir bem dentro desse primeiro dia de pista”, falou o piloto D’Itália Empreendimento e Black NG Engenharia 4.0.

Glauco Barros teve seu primeiro contato com os brutos nesta sexta-feira e aposta em um melhor rendimento nos treinos programados para sábado.
“É algo bem diferente do que eu estava acostumado a guiar na Old Stock. O caminhão tem uma pegada sensacional, muita força, muita tração, velocidade, e é muito mais na mão. Acredito que é possível diminuir bem o tempo de volta para sábado”, garantiu o paulista que tem o Norway Bank em seu caminhão.

Melhores tempos do dia

1° – Wellington Cirino (MB), 1:50.557
2° – Beto Monteiro (VW), 1:50.759
3° – Paulo Salustiano (VW), 1:50.997
4° – André Marques (MB), 1:51.077
5° – Felipe Giaffone (IVE), 1:51.124
6° – Danilo Dirani (MB), 1:51.248
7° – Valmir Benavides (IVE), 1:52.323
8° – Roberval Andrade (MB), 1:52.442
9° – Giuliano Losacco (MB), 1:52.455
10° – José Augusto Dias (VW), 1:52.988
11° – Adalberto Jardim (PRO), 1:53.185
12° – Djalma Pivetta (IVE), 1:53.220
13° – Pedro Paulo Fernandes, 1:53.391
14° – Débora Rodrigues (VW), 1:53.969
15° – Jaidson Zini (MB), 1:54.401
16° – Fábio Fogaça (PRO), 1:54.401
17° – Luiz Lopes (IVE), 1:54.837
18° – Danilo Alamini (VW), 1:54.968
19° – Evandro Camargo (MB), 1:55.107
20° – Daniel Kelemen (MB), 1:55.544
21° – Felipe Tozzo (IVE), 1:55.669
22° – Rodrigo Pimenta (PRO), 1:56.046
23° – Glauco Barros (MB), 1:56.342
24° – Carlos Machado (VOL), 1:57.361
25° – Maicon Roncen (VOL), 2:03.008