Beto Monteiro teve uma participação atribulada na quarta etapa da Copa Truck, que definiu em Fortaleza no último dia 23 de julho a classificação final da Copa Nordeste, segundo dos três minitorneios da categoria. Fora da primeira corrida por conta de um problema verificado durante a formação do grid no Autódromo Internacional Virgílio Távora, o pernambucano largou em último na prova final e cruzou a linha de chegada em quarto lugar.

“Tive um problema na válvula de freio no grid. Tive que tirar o caminhão da pista logo na saída para a volta de apresentação, para reparar o problema”, descreveu Monteiro. “Aí deixei para largar por último na segunda. O caminhão suportou bem a corrida. Eu lutei muito para ganhar posições, era uma pista difícil para fazer ultrapassagens. Esse quarto lugar foi como uma vitória para a gente, diante dos problemas de última hora que tivemos”, disse.

Primeiro campeão da Copa Truck – conquistou o título da Copa Centro-Oeste, que compreendeu as etapas de maio e junho em Goiânia e em Campo Grande –, Monteiro ficou em sétimo lugar na pontuação da Copa Nordeste. O campeão foi o paulista Felipe Giaffone, que levou o Volkswagen-MAN da RM Competições a uma vitória e um segundo lugar em Fortaleza. A Copa Sul-Sudeste terá início no dia 15 de outubro na cidade gaúcha de Viamão, no tradicional autódromo de Tarumã.

Apesar de ter frustrada a expectativa de brindar a torcida nordestina com a vitória em Fortaleza, onde ocupou o terceiro lugar no grid, o pernambucano da Lucar Motorsports viu um saldo positivo. “Mostramos força e saímos daqui contentes e satisfeitos, seguindo em frente e já trabalhando pelo título da Copa Sudeste”, comentou Monteiro.